O nível técnico dos confrontos que abriram as semifinais da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro Feminino no domingo (8) agradou à técnica da seleção, Pia Sundhage. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (9), após anunciar a convocação para amistosos contra a Argentina, a treinadora destacou, principalmente, o equilíbrio entre as equipes.

Foi bom estar na arquibancada e acompanhar de perto essa competitividade, que é muito importante. Temos quatro times muito diferentes. Cito duas jogadoras do Avaí/Kindermann que foram muito bem e que estão conosco [na convocação]: Julia Bianchi e Duda. Isso mostra que temos boas jogadoras aqui. Se o ambiente for competitivo, elas terão a chance de brilhar, afirmou Pia, em referência às meio-campistas que marcaram os gols da vitória do time catarinense por 3 a 1 sobre o São Paulo, na Arena Barueri – a atacante Kamilla fez o do Tricolor.

Júlia Bianchi, atleta do Kindermann, convocada hoje para a Seleção Brasileira de Futebol Feminino

Júlia Bianchi, atleta do Kindermann, convocada hoje para a Seleção Brasileira de Futebol Feminino

Júlia Bianchi, atleta do Kindermann, convocada hoje para a Seleção Brasileira de Futebol Feminino – Igor Amorim/saopaulofc.net/Direitos Reservados
Também gostei do Corinthians, que jogou contra o Palmeiras. Foi uma ótima disputa. O fato de o Palmeiras ter trabalhado duro e de como as atacantes do Corinthians tentaram superar a linha defensiva, destacou a técnica, citando o empate sem gols no clássico paulista, disputado no Allianz Parque, em São Paulo. Estou muito ansiosa pelas partidas de volta. É muito importante haver essa competitividade, por isso os jogos me fizeram feliz”, completou a treinadora sueca.

Camilinha, atleta do Palmeiras, e Andressinha, do Corinthians, foram convocadas para a seleção brasileira de Futebol Feminino

Camilinha, atleta do Palmeiras, e Andressinha, do Corinthians, foram convocadas para a seleção brasileira de Futebol Feminino

Camilinha, atleta do Palmeiras, e Andressinha, do Corinthians, foram convocadas para a seleção brasileira de Futebol Feminino – Rodrigo Coca/Agência Corinthians/Direitos Reservados
O primeiro finalista será conhecido no sábado (14), no reencontro entre São Paulo e Avaí/Kindermann, às 14h (horário de Brasília), na Ressacada, em Florianópolis. O time catarinense pode perder por um gol de diferença que vai à final pela primeira vez desde 2014. O Tricolor, que tenta estrear em decisões nacionais no feminino, precisa ganhar por ao menos três gols de saldo para levar a vaga. Se houver empate no placar agregado, a decisão será nos pênaltis.

Já Corinthians e Palmeiras se enfrentam na próxima segunda-feira (16), às 19h, na Neo Química Arena, em São Paulo. Uma vitória simples basta para qualquer uma das equipes se classificar. Em caso de novo empate, a vaga será decidida nas penalidades. Campeão em 2018 e vice em 2017 e no ano passado, o Timão busca a quarta final de Brasileiro seguida. O Verdão, assim como o Tricolor, é recém-promovido da Série A2 (segunda divisão) e mira a primeira decisão.

Entre as 25 jogadoras convocadas por Pia nesta segunda-feira, 12 delas atuam no Brasil, sendo 10 vinculadas aos quatro semifinalistas. O Corinthians, com cinco atletas, é o clube mais representado, seguido por Avaí/Kindermann (três), Palmeiras e São Paulo (uma cada). As outras 13 jogam no futebol do exterior, oriundas de seis países: Espanha (cinco), Estados Unidos, França, Portugal (duas cada), China e Itália (uma cada).

Queremos ser as melhores. Agora somos boas. Há jogadoras do Brasileiro pela competição ser competitiva. Temos boas defensoras no futebol nacional. Ao mesmo tempo, juntamos Formiga e Luana, que estão no mesmo clube na Europa [Paris Saint-Germain da França]. Também temos Ludmila [do Atlético de Madri, da Espanha], uma das jogadoras mais rápidas que já vi, e Debinha [do North Carolina Courage, dos Estados Unidos], que pode fazer essa combinação. Unindo essas culturas, teremos um ótimo time para a Olimpíada, finalizou Pia.

As partidas contra a Argentina ainda não têm datas e locais definidos, mas serão disputadas entre os dias 23 de novembro e 1º de dezembro, período destinado pela Fifa para os jogos entre seleções nacionais.

Confira a tabela da Série A1 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

– Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – YWD 11060