Nesta noite (5), praticamente todas as atenções antes da partida entre Palmeiras e Bragantino pela Copa do Brasil, no Allianz Parque, estavam voltadas para o português Abel Ferreira. E não era para menos. O jogo marcou a estreia dele no comando técnico do alviverde da capital paulista. Dizer que a presença dele no banco de reservas foi a principal notícia do confronto não seria um exagero. Até porque dentro de campo o Palmeiras, que chegou com a boa vantagem conquistada no primeiro confronto (vitória por 3 a 1), poderia até perder por um gol de diferença para avançar às quartas de final da Copa do Brasil.

Neste contexto, o time alviverde administrou bem o duelo. Tanto que o goleiro palmeirense Weverton só teve que trabalhar uma vez nos primeiros 45 minutos. E, aos 28, o Palmeiras definiu a classificação com o gol do Gabriel Veron. O lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña deu um bom passe, o centroavante Luiz Adriano não alcançou e Gabriel Veron, que havia substituído o atacante Wesley, balançou as redes do Bragantino. Depois disso, o placar agregado do confronto marcava 4 a 1 para o Palmeiras. Dessa forma, para avançar o Bragantino tinha duas opções: ou fazer 3 a 1 e vencer nos pênaltis ou abrir uma goleada de 4 a 1.

Mas o time do interior não teve forças nem mesmo para sair do zero. Enquanto isso, o Palmeiras apenas aguardou o tempo passar para confirmar a classificação às quartas de final. O próximo adversário da equipe do Abel Ferreira vai ser conhecido nesta sexta-feira, em sorteio a ser realizado na sede da CBF. Do lado do Bragantino, resta apenas a briga para tentar escapar do rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro na próxima temporada.

A primeira vitória! VAMOS! 🇵🇹👊#AvantiPalestra #PALxRBB#VerdãoPelaCopa #VoandoParaAsQuartas pic.twitter.com/WX0hpAaWJ8

— SE Palmeiras (de 😷) (@Palmeiras) November 6, 2020
– Juliano Justo – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo – YWD 11042