As vantagens que a internet traz como o acesso ao lazer, à educação e a serviços públicos já estão ao alcance dos moradores de sete municípios do Piauí que vivem, principalmente, em áreas rurais. Até então, eles contavam com pouco ou nenhum meio de conexão.

Nesta quarta-feira (4), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, esteve em Piripiri e Pedro II para o lançamento dos novos pontos de conexão gratuita no Piauí. A internet banda larga chegou por meio dos programas Wi-Fi na Praça e Governo Eletrônico – Serviço de Acesso ao Cidadão (Gesac), do Ministério das Comunicações. Foram instaladas dez antenas para transmissão de sinal em sete municípios.

São eles: Piripiri, Pedro II, Parnaíba, Picos, Oeiras, Floriano e Teresina. Em Piripiri, por exemplo, uma antena foi instalada em uma área aberta do povoado Pé do Morro. A outra, em uma escola municipal da Comunidade Banda. No município Oeiras, o local escolhido foi uma unidade básica de saúde do povoado de Boa Nova.

Em todo o estado do Piauí, já são 465 antenas instaladas por projetos do Ministério das Comunicações, em parceria com a Telebras, que oferecem internet gratuita.

“São 12 mil pontos de internet já no Brasil, a maioria na região Norte e Nordeste, que são as regiões que têm maior deficiência de internet. Desses pontos, levamos a maioria para escolas rurais, hospitais, e o Wi-Fi na Praça também. Comunidades que não têm internet, a gente coloca Wi-Fi na Praça, que vira um ponto onde as pessoas vão para lá para trabalhar, estudar, namorar, falar com seus parentes”, explica o ministro Fábio Faria.

Acesso
Uma das possibilidades que a internet traz ao cidadão é o acesso a serviços públicos federais pelo celular ou computador e sem sair de casa. São exemplos os serviços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a carteira de trabalho digital e o pedido de seguro desemprego. Além da possibilidade da educação a distância.

As vantagens do acesso à banda larga ficaram ainda mais evidentes nesse período em que a população convive com as restrições impostas pela Covid-19, segundo o ministro das Comunicações.

“Virou um serviço essencial aqui no Brasil. As pessoas estudando em casa, trabalhando de casa, em home office, visitando parentes mais velhos, que moram em outras cidades, que não poderia ter contato. Imagina essas pessoas que não têm acesso”, ressalta Fábio Faria.

O programa Wi-Fi na Praça, lançado em agosto deste ano, permite a colocação de antenas em espaços públicos de grande movimentação, fornecendo uma conexão de 20 Mbps com cobertura em um raio de 200 metros disponível a qualquer cidadão. O Piauí é o quarto estado a receber o programa. Os outros são o Maranhão, o Rio Grande do Norte e o Pará. Já o Gesac, oferece internet de 10 mega de velocidade em locais específicos. – Agência Brasil – YWD 10818