A Festa Literária Internacional de Paraty divulgou no último fim de semana a lista completa de autores que foram convidados para a edição virtual, que será realizada entre 3 e 6 de dezembro.

O evento costuma ocorrer em julho, na cidade histórica do Sul Fluminense, mas foi adiado e repaginado para ocorrer sem aglomerações, pela internet, evitando a transmissão da covid-19.

A literatura brasileira será representada na festa por:

Ana Paula Maia (Rio de Janeiro), autora de sete romances, contos e projetos para cinema e TV;

Elisa Pereira (Minas Gerais), moradora de Paraty e fundadora de um sarau que reúne artistas e escritores da cidade;

Fernando e Marcello Alcântara (Rio de Janeiro), cirandeiros caiçaras nascidos em Paraty e engajados em manifestações culturais tradicionais como a Folia de Reis e a Folia do Divino;

Itamar Vieira Junior (Bahia), geógrafo, especialista em comunidades quilombolas nordestinas e vencedor do Prêmio Leya, de Portugal;

Jeferson Tenório (Rio de Janeiro), radicado em Porto Alegre, teve O Beijo na Parede (2013) premiado como livro do ano pela Associação Gaúcha de Escritores;

Jota Mombaça (Rio Grande do Norte), escritora e artista visual voltada para temas como descolonização, racismo e identidade de gênero;

Lilia Schwarcz (São Paulo), antropóloga, professora da Universidade de São Paulo e vencedora do prêmio Jabuti;

Luz Ribeiro (São Paulo), pedagoga, poeta e uma das organizadoras da edição paulista do Slam das Minas;

Nathalia Leal (São Paulo), uma das fundadoras do Slam de Quinta, o primeiro encontro de slam de Paraty;

Rodrigo Ciríaco (São Paulo), educador e idealizador de saraus e projetos de incentivo à leitura e à produção literária nas escolas públicas e periferias;

Stephanie Borges (Rio de Janeiro), jornalista, tradutora e poeta premiada no IV Prêmio Cepe Nacional de Literatura. Traduziu autoras como Audre Lorde e Margaret Atwood.

Os estrangeiros que participarão do evento são:

Bernardine Evaristo (Inglaterra), primeira autora negra a vencer o prêmio Booke Prize;

Chigozie Obioma (Nigéria), considerado um dos principais nomes da literatura africana contemporânea;

Danez Smith (Estados Unidos), poeta da vanguarda americana;

Eileen Myles (Estados Unidos), autora premiada que trabalha as temáticas lésbica, queer e de gênero;

Jonathan Safran Foer (Estados Unidos), autor de ficção e não ficção sobre temas atuais;

Pilar Quintana (Colômbia), considerada uma das principais autoras jovens da América Latina;

Regina Porter (Estados Unidos), dramaturga premiada e romancista estreante.

– Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil – YWD 11002