O programa habitacional do Governo Federal, Casa Verde e Amarela, contará com mais recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) até o fim deste ano. Na terça-feira (3), o Conselho Curador do FGTS aprovou um aporte de R$ 5,5 bilhões para ações no setor desempenhadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Ao todo, o montante disponibilizado do FGTS para as políticas públicas de habitação chegará a R$ 62 bilhões em 2020. “Os recursos do FGTS são essenciais para que o Governo Federal dê continuidade às políticas públicas de habitação. Daremos ainda mais fôlego ao Programa Casa Verde e Amarela”, destaca o ministro Rogério Marinho.

Políticas públicas dos próximos anos
O Conselho Curador do FGTS aprovou ainda a proposta orçamentária para a utilização do Fundo em políticas públicas federais para 2021 e o Plano Plurianual de 2022 a 2024. No ano que vem, o valor será de R$ 68,9 bilhões.

A previsão é que o setor habitacional tenha acesso a R$ 56,5 bilhões; o de saneamento, R$ 4 bilhões; o de infraestrutura urbana, R$ 5 bilhões; e outros R$ 3,447 bilhões para o FGTS-Saúde. – Agência Brasil – YWD 10751