O primeiro avião caça F-39 Gripen, produzido na Suécia para a Força Aérea Brasileira, foi transportado na madrugada de hoje (22) por via terrestre entre o porto e o aeroporto da cidade de Navegantes, em Santa Catarina. A aeronave veio da Suécia de navio e foi desembarcada no Porto de Navegantes (SC) no domingo (20). O processo foi divulgado em vídeo pelas redes sociais da fabricante Saab.

O Gripen chegou no Brasil no último domingo, dia 20/09. Veja como foi o momento em que o caça tocou o solo brasileiro. 🇸🇪 ✈ 🇧🇷
Acompanhe tudo em nossas redes sociais! 😍 🛬 @fab_oficial #GripenBrasileiro #ColaboraçãoReal pic.twitter.com/v65fpralct

— Saab do Brasil (@saabdobrasil) September 22, 2020
Na madrugada de hoje, o transporte do avião percorreu trecho de pouco mais de 1,5 quilômetro. O deslocamento, de cerca de 30 minutos, se deu sob escolta de militares.

O traslado do Gripen Brasileiro entre o porto e o aeroporto de Navegantes (SC) foi feito por via terrestre. Assista como foi a operação.#ColaboraçãoReal #GripenBrasileiro @fab_oficial pic.twitter.com/SivksbFyqy

— Saab do Brasil (@saabdobrasil) September 22, 2020
No aeroporto catarinense, a aeronave passará por verificações técnicas para alçar voo até a unidade da Embraer em Gavião Peixoto, no interior de São Paulo, onde os testes terão continuidade no Centro de Ensaios em Voo do Gripen (GFTC, do inglês Gripen Flight Test Center).

O Brasil recebeu o caça da Saab em uma cerimônia realizada em 10 de setembro do ano passado, na cidade de Linköping, na Suécia. O contrato assinado em 2014 pôs fim a um processo de escolha que considerou também a compra de caças de produção americana e francesa. A escolha da fabricante sueca levou em conta o programa de transferência de tecnologia, que permitirá a montagem das demais aeronaves em território brasileiro.

Ao todo, 36 caças gripen foram comprados por 39,3 bilhões de coroas suecas, valor que equivale atualmente a quase R$ 24 bilhões.

O programa de transferência de tecnologia incluiu o treinamento de mais de 350 brasileiros e a criação do Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen junto à unidade da Embraer de Gavião Peixoto. No centro, engenheiros brasileiros e suecos trabalham conjuntamente para desenvolver o projeto.

– Vinícius Lisboa – repórter da Agência Brasil – YWD 7819